segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Treino de calistenia: Método de Treino atual


Treino-de-calistenia


Depois de conseguir 4 kgs de massa muscular em 3 semanas, é até estranho dizer que eu saí da academia e comecei com o treino de calistenia, mas foi o que aconteceu.

Como já sabe, não foi exclusivamente da academia que eu conquistei os 4 kgs, foi baseado em uma dieta para hipertrofia e uma boa quantidade de descanso, os 3 pilares do corpo escultural e da boa qualidade de vida.

E foi pensando exatamente nesses dois fatores
“qualidade de vida” e “corpo escultural”, sim, nessa ordem, que eu resolvi sair da academia para começar o treino de calistenia.

Foi feita uma comparação entre os dois métodos de treino?”

Na verdade sim. Claro que cada situação é uma situação, porém, pensando no lado financeiro e nos benefícios que a calistenia me traz, achei melhor fazer a mudança.

Poxa, mas você só ficou 3 semanas na academia”

Sim, e foi uma experiência muito legal. Até porque eu também estava com meu primo, então, acompanhado, tudo fica mais divertido, e aí já entra uma dica: Se tiver um amigo em potencial, não exite em chamá-lo para entrar na academia com você, os ganhos serão maiores.

Foi uma experiência muito legal também porque eu consegui comprovar uma coisa:

A academia torna o treino muito monótono. Claro que cada um faz o seu treino, mas, em geral, principalmente para quem está iniciando, a rotina é muito monótona e devagar, você faz uma série, descansa, faz outra série, acaba e vai pra casa.

Outra coisa que fica perceptível dentre os praticantes de musculação na academia é que, o fato de ser monótono fará com que aquilo se torne uma obrigação, e isso ninguém quer, não é?


Principal diferença entre o treino de calistenia e o treino de musculação na academia


treino-de-calistenia-vs-treino-de-musculacao


Essa diferença pode ser boa ou ruim, depende do seu ponto de vista, mas, o fato de não ter meio termo na calistenia é um impulsionador, um motivador enorme.

O que quero dizer com meio termo?

Na academia, a possibilidade de erro durante qualquer exercício é muito grande. Não que na calistenia não exista, mas a chance de você errar é muito menor.

O meio termo é a respeito, além dessa possibilidade de erro, a questão da carga. Na calistenia, ou você faz uma barra, ou você não faz uma barra, e esse fato de não conseguir fazer uma barra ficará na sua mente até que consiga fazer e partir para a segunda, ou seja, um motivado.

Existe isso na academia?

Sim, existe. Mas é mais fácil. Você não consegue pegar 10 kgs no supino? Pega 8, pega 6.

Sabe o que acontece?

A estagnação. Toda vez que você não conseguir completar uma série de 10 kgs, você vai diminuir pra 8 na primeira oportunidade, e assim sucessivamente.

Na calistenia, ou você faz 10 paralelas, ou não faz, e se não fizer, existem diversos treinos que te prepararão para conseguir fazer a paralela.


Os motivos que me fizeram sair da academia e começar o treino de calistenia


motivos-para-fazer-treino-de-calistenia


Se está acompanhando o blog desde o início, sabe que praticava academia em outra cidade e que se tornou financeiramente inviável para mim continuar na academia onde moro.

Além disso, não compensa, pois as academias aqui perto não possuem instrutores, o que torna a chance de lesão ainda maior.

Só que o que pesou mais, ainda em relação ao lado financeiro, foi o fato de quê, doutro lado da rua, literalmente, existe um parque completo, ou seja, possui barra, banco e paralela, sendo que o agachamento, flexão e prancha pode ser feito no solo.

E quando eu comecei a conhecer a calistenia, descobri que eu tinha todas as ferramentas disponíveis e sem pagar nem um centavo a mais, além dos impostos, por isso.

Falando agora do lado mais esportivo, o treino de calistenia é mais dinâmico, pois você consegue misturar a rotina (conjunto de diversos exercícios) com o Treino Hiit, ou seja, diminui o intervalo entre os exercícios para conseguir potencializar o gasto calórico e o gasto de gorduras.

Outro fator que pesou muito foram os movimentos do treino de calistenia:

- Bandeira Humana;
- parada de mão (no chão e nas paralelas);
- Elevação frontal (Barra);
- elevação de costas; E
- Planche Maltesa.

Esses são apenas 5 dos muito movimentos existentes na calistenia, e o incrível é que você não consegue realizar nenhum dos movimentos sem antes ter domínio total sobre o seu corpo e os exercícios:

- Barra e suas variações;
- Paralela e suas variações;
- Exercícios abdominais, para o core e suas variações;
- Flexões e suas variações.

Todos os exercícios e movimentos da calistenia estão dentro da lista acima.

Bem, o que tô querendo dizer é que o treino de calistenia é dividido quase que em etapas. Você não pode fazer nem o movimento mais básico, se não tiver se adaptado a determinados exercícios, ou seja, primeiro ocorre a adaptação do corpo, depois a força começa a aparecer, para só então começar a treinar com os movimentos.

A força que você recebe quando treina calistenia também é impressionante, justamente por causa do sistema, ou você consegue fazer ou não consegue, sem meio termo.

A melhora da coordenação motora, a mescla entre exercícios aeróbicos e anaeróbicos durante uma mesma rotina também contaram muito para a escolha pelo treino de calistenia.


Concluindo...


Mesmo sabendo que o treino na academia traz um ganho maior no curto prazo, escolher a calistenia para ser o método de treino nos próximos 5 meses me fará economizar muito dinheiro, já me fez mudar a visão que tinha sobre treino, tempo e qualidade de vida e moldará o meu corpo de uma forma que talvez não conseguisse na academia (espero que isso aconteça).

Grande desafio, não acha?

E você? Prefere Calistenia ou Musculação na academia?

Não gosta de nenhum dos dois?

Tem outro método de treino que utiliza?

Deixa aí nos comentários pra eu conhecer também, beleza?



Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário